sábado, 20 de dezembro de 2008

A GRANDE FARRA

O endividamento externo português ascendia, em 31 de Dezembro de 2007 a 461.200.000.000,00 (quatrocentos e sessenta e um mil e duzentos milhões de dólares). Em 2004, situava-se nos 13.100.000.000,00. Em quatro anos, (des)governados por Durão Barroso, Santana Lopes e José Sócrates, chegámos longe. A dívida externa portuguesa é incobrável, e impagável. O país não tem recursos naturais, industriais, tecnológicos ou quaisquer outros, que possam gerar a riqueza necessária ao pagamento desta monstruosidade.

A um ritmo alucinante, acrescerão todos os incontáveis milhões que se estão a enterrar na banca e na orgia de cimento anunciada para combater a crise. Continuaremos a contrair dívidas até que o aval do Estado nada garanta e o crédito nos seja negado. Viveremos então da nossa real riqueza. A crise – que tem costas largas - tem sido usada como explicação para todas as desgraças caseiras, escamoteando as verdadeiras causas; populismos, irresponsabilidade, gestão danosa praticada por sucessivas administrações públicas e privadas. Os relatórios do FMI, explicam como é.

Quando esta merda de país falir de vez, quem se governou, estará governado e ao abrigo das tempestades que se avizinham. Todos os outros, estarão por sua conta, provavelmente a apanhar banhos de sol nas piscinas municipais, já que não terão dinheiro para frequentar as auto-estradas, os estádios de futebol, os submarinos, os F16, os TGVs, as reconstruções autárquicas de praças e rotundas, o desbaratar de dinheiros em actividades não produtivas e todo o rol de irresponsabilidades, desleixos e incúrias conhecidos.
do Noticias da Aldeia

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

*A diferença entre ser sogra do genro e sogra da nora*

Duas distintas senhoras encontram-se após um bom tempo sem se verem.
Uma pergunta à outra:

- Como vão seus dois filhos... a Lúcia e o Francisco?
- Ah! Querida... a Lúcia casou-se muito bem. Tem um marido maravilhoso. É ele que levanta de madrugada para trocar as fraldas do meu netinho, faz o café da manhã, lava as louças e ajuda na faxina. Só depois é que sai para trabalhar. Um amor de genro! Deus que o abençoe!

- Que bom, heim amiga, e o Francisco? Casou também?

- Casou sim, querida, mas tadinho dele, deu azar demais!
Casou-se muito mal... Imagina que ele tem que levantar de madrugada para trocar as fraldas do meu netinho, fazer o café da manhã, lavar a louça e ainda tem que ajudar na faxina! E depois de tudo isso ainda sai para trabalhar, para sustentar a preguiçosa da minha nora, aquela porca, nojenta!
by mail

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

SOCRATEAR novo verbo da Lingua Portuguesa

Socratear: Verbo totalmente irregular de estranha conjugação

1. Ocultar ou encobrir com astúcia e safadeza; disfarçar com a maior cara de pau e cinismo.
2. Não dar a perceber, apesar de ululantes e genuínas evidências; calar.
3. Fingir, simular inocência angelical.
4. Usar a dissimulação; proceder com fingimento, hipocrisia.
5. Ocultar-se, esconder-se, fugir da responsabilidade.
6. Atingir sempre o amigo ou inimigo mais próximo, sem dó nem piedade (antes ele do que eu).
7. Encobrir, disfarçar, negar sem olhar para as câmaras e nos olhos das pessoas.
8. Defraudar, iludir.
9. Afirmar coisa que sabe ser contrária à verdade, acreditar que os fins justificam os meios.
10. Viajar com dinheiro público.
by mail

ABILIO CURTO " SÓ QUERIA COMPARAR OS PREÇOS"


O ex-presidente da Câmara Municipal da Guarda, Abílio Curto, foi apanhado a sair de um Minipreço sem pagar dois sacos de pinhões. O autarca negou o crime e o supermercado decidiu não apresentar queixa mas o sucedido ficou registado na PSP da cidade da Guarda.


«Houve de facto uma ocorrência relacionada com o alegado furto de dois sacos de pinhões, mas não foi formalizada qualquer queixa pela entidade lesada. A ideia que ficou é que tudo não terá passado de um lapso», disse ao «24» Horas um responsável da PSP da cidade da Guarda.

A notícia, divulgada pela comunicação social local, conta que Abílio Curto tinha metido furtivamente as duas embalagens no bolso do casaco.

Abílio Curto explica: «Estive no Pingo Doce e comprei um saco de pinhões que me pareceram maiores e fui comparar. Na troca de mãos, meti o saco do Minipreço no bolso. Quando ia sair o alarme tocou», conta o ex-autarca.
A explicação não convenceu a funcionária do supermercado que chamou as autoridades. «Foi confirmado que o saco de pinhões que tinha comprado no Pingo Doce estava de facto na prateleira de frutos secos do Minipreço. Eu só queria comparar os preços».
jcl com semanário «Sol»

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

FUTURO DA EDUCAÇÃO EM PORTUGAL

Comentário feito aqui no blog sobre o sistema de ensino que a nossa querida ministra da " i"ducação está a tentar introduzir no nosso país se a deixarem.
PEÇO DESCULPA POR ALGUNS TERMOS AQUI UTILIZADOS

Diário vindo do futuro, de um aluno que hoje tem 11 anos e está a viver as reformas do nosso sistema de ensino.

29 de Junho de 2009
paçei o 5º anuh.
A p*ta da stora de mat, k é a nossa dt, n m kria deixar paçar pk eu tnh nega a td menus a ginástica, pk jogo bem há bola, e o crl... mas a gaija f*deu-se puke a ministra da idukaxão mandou dizer ao ppl k penxam q mandam aí nas xkolas masé pabaixarem os kornos k tds os socios com menos de 12 anus teiem de paçar... axu bem.

29 de Junho de 2010
passei o 6º anuh. ainda bem q ainda n fiz 13 anus, q ódpx podia n passar, qesta cena de passar com buéda negas é só até aos 12... f*da-se, fiquei buéda f*dido na m*rda deste ano, e ó c*ralho, o pan*leiro do stor d educassão física deu-me a m*rda do 2... assim tive nega a tudo... ainda bem q a ministra da iduqaxão é porreira, ela é q é uma sócia sbem: a xqola n serve pa nada, é uma seca. tive q aprender que os K's se escrevem Q, qomo em "xqola" e não "xkola", e que "passar" não é qom Ç... a xqola é porreira só pa qurtir qas damas qd gente se balda...

29 de Junho de 2011
Passei o 7º ano. Exte anuh ia chumbando pq tive nega a qase td menos a área de projetuh, mas aqela cena tb é facil, n se fax nd... Exte anuh a dt disse-me q eu passava pq tinha aprendido qas fraxex qomexam qom letra maiúscula e pq m abituei a exqrever qom Q em vez de K, tipuh agora ja xei xqrever "eu qomo qogumelos qom quentruhs" em vez de "eu komo kogumelos kom kuentruhs". É fixolas, pode xer qum dia venha a ser um gamela famôzo...

29 de Junho de 2013
Passei o 9º ano. Foi buéda fácil, pqu a prof paxou-me logo. Fui ao quadro xqurever uma sena em qu dezia tipuh "aquela janela", e eu exqurevi "aqela janela", pqu dixeram-me qu n se xkqureve "akela", é quom Q e não quom K. Mas a profs desatinou quomiguh e dixe qu eu tnh qu pôr o U à frente do Q... Pur ixu exte anuh aprendi qu o Q leva U à frente. No próximuh anuh é o 10º, vou pá sequndária...

29 de Junho de 2014
Aquabei o 10º ano. Não foi muituh difícil só tive que aprendermos a não exqureverem quom aberviaturas purque nem todas as palavras xe puderam aberviar mas ixtu foi uma bequa para o quompliquado purque quom esta sena do QU em vex de K e das aberviaturas exqueceram-me de quomo é que se faxião os verbuhs nos tempuhs e nas pexoas, ou lá o que é... Mas a prof disse tass bem que no prócimo anuh a gente vê ixu.

29 de Junho de 2015
Passou o 11º ano. Foi mais fácil que o 10º. Aprendi que as frases devem ser mais qurtax. E aprendi também que "ano" não esqureve "anuh". Axo que no prócimo ano vai ser mais difícil. Purque a xeguir é a faquldade.

29 de Junho de 2016
Acabou o 12º. Fiquei buéda confuso porque tive de aprender a diferenxa entre usar o QU e o C, tipo "esCrever" e não "esQUrever". Quando eu usava o K era buéda mais fácil... A prof de português é buéda religiosa e anda a ouvir vozes de deus, porque dixe-me que eu não merexia passar, mas "xão ordens lá de xima"...

29 de Junho de 2017
Já fiz o primeiro ano da faculdade. Estou em ingenharia cevil na universidade lusófona. Tive um stor buéda mal iducado que me disse que eu era um ignorante porque às vezes escrevia com X em vez de CH, S ou C. Mas o meu pai veio cá com uma moca de rio maior e chegou-lhe a rôpa ao pelo. E depois fomos fazer queixa do gajo e a ministra despediu-o porque o gajo, não sei quê, parece que quis vir estragar aqui um muro nosso. Mas não sei essas senas. O meu pai é que me explicou uma cena qualquer de "danos murais"... O que é bom é que a ministra da iducação continua a mandar aqui nestes sócios da faculdade para eles não levantarem a garimpa contra nós.

29 de Junho de 2019
Acabei a minha licenciatura porque a ministra da iducação disse que tinhamos que passar sempre mesmo que não tivessemos notas, para não ficarmos astigmatizados. Acho que é uma cena que dá nos olhos quando se estuda muito. Agora vou fazer um mestrado e disseram-me que, quando acabar, vou ficar mestre. Eu quero ser de Kung-Fu.

29 de Junho de 2021
Já sou mestre. Afinal não sou de Kung Fu, sou de engenharia cevil. Os meus profs disseram que eu não devia estar em mestrado porque ainda não estava preparado, mas eu disse que o meu pai tinha uma moca de rio maior e que era amigo da ministra e já tinha mandado um bacano da laia deles para a rua e eles calaram-se. Agora vou fazer um doutoramento, porque a ministra da iducação diz que se não deixarem um aluno fazer o doutoramento só por causa das notas, ele fica com a auto-estima em baixo e isso perjudica a aprendizajem.

29 de Junho de 2023
Sou doutor. O meu orientador da tese ficou muito satisfeito porque eu já não dou erros ortográficos: ao longo destes dois anos, aprendi a escrever "engenharia civil" em vez de "ingenharia cevil" e também porque aprendi que a ministra é da "educação" e não da "iducação", mas lê-se assim. Entretantos casei. A minha dama chama-se Sónia e os pais dela ficaram muito felizes por ela ir casar com um doutor em engenharia civil. Ela não sabe ler nem escrever: só fez até ao 2º ano da licenciatura e depois foi trabalhar para o Minipreço. Já tá grávida.

29 de Outubro de 2023
Nasceu o meu filho! Chamei-lhe Júnior porque ele é mais novo que eu.

29 de Agosto de 2029
O Júnior vai fazer 6 anos daqui a 2 meses. Devia entrar para a escola este ano, mas estive a pensar muito bem e não o vou pôr na escola. Ele não precisa daquilo para nada, aprende em casa. Eu ensino-lhe a ler, que sou doutor, e a mãe ensina-lhe a fazer contas, que é caixa no Minipreço. A escola não vale nada. Acho que o sistema de ensino hoje em dia é uma m*rda. No meu tempo é que era bom.»

CRISE DÁ NISTO

Que isto vai de mal apior, a gente já sabia agora que se chegue à baixeza de se roubar comida que era para os mais necessitados, é que é de lamentar.

Foi assaltado na madrugada do passado sábado, o Centro Paroquial de Chãs de Tavares, Mangualde. Ao que conseguimos apurar os larápios entraram por uma pequena janela que estava semi-aberta, tendo levado comida. A comida levada pelos "amigos do alheio" eram para as refeições do centro de dia e para o apoio domiciliário. Padre Geraldo Mário, o responsável do Centro, disse ao nosso jornal que o valor do roubo ascendeu aos 2500€, “ levaram tudo o que tínhamos nas arcas, e dispensa, azeite, peixe, panados, tudo. Levamos um grande arrombo em termos financeiros, felizmente ainda não tinha efectuados a maior parte das compras para a época natalícia, aí seria um prejuízo maior”. O Centro Paroquial, presta serviço de Centro de dia e apoio domiciliário a idosos da Freguesia de Chãs de Tavares.

in Mangualde online

domingo, 14 de dezembro de 2008

FUTEBOL CLUBE DO PORTO

Recebi este mail que não resisti a publicar.

Nunca é demais relembrar .

Cara(o)s amiga(o)s, adepta(o)s do S.L.B. e S.C.P.,

A minha ideia ao enviar este mail, não é transmitir-vos a ideia de que os vossos clubes são "pequenos" em comparação com o GRANDIOSO F.C.P....

mas apenas (e só) a tentativa de vos demonstrar o porquê do orgulho de ser Dragão.

Dirão que metade foi "roubado"...

e que outra metade foi sorte...

mas eu vi jogar Teófilo Cubillas, Pavão, Custódio Pinto, Seninho, Duda, Frasco, Fernando Gomes, João Pinto, Józef Mlynarczyk, Augusto Inácio, André, Jaime Magalhães, Madjer, Paulo Futre, Juary, Branco, Geraldão, Fernando Couto, Paulinho Santos, Rui Barros, Domingos, Kostadinov, Ljubinko Drulovic, Aloísio, Capucho, Sérgio Conceição, Mário Jardel, Jorge Costa, Deco, Jorge Andrade, Paredes, Vítor Baía, Dmitri Alenichev, Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira, Costinha, Maniche, Derlei, Benni McCarthy, Pedro Emanuel, Seitaridis, Diego, Pepe, Ricardo Quaresma, Lucho González, Anderson e Helton (e outros) e...

como eles eram, e continuam a ser, magistralmente superiores !!

É no campo que se ganham os jogos...

O Porto de Robson, de Oliveira, de Carlos Alberto Silva, de Mourinho e de Pedroto, foram (ao longo dos últimos 30 anos) prestando homenagens aos portugueses, através de verdadeiros recitais de futebol...

Agora deixo-vos um verdadeiro legado histórico e inconfundível...

e pensem, no pesadelo dos próximos 30 anos... !!!


PS: Mantenham, pois a compostura e tenham fair play, na leitura! Obrigado.

Segundo o "Worldwide Historical Clubs Ranking", o Futebol Clube do Porto é considerado o maior clube português, o 10º maior da Europa e o 20º maior do Mundo. [1]
O FC Porto é o clube português com mais títulos internacionais, o 3º da Península Ibérica, o 9º da Europa e o 16º do Mundo (ver
Ranking Mundial de Títulos).
O FC Porto é o clube português com maior número de títulos, contando actualmente 265 títulos oficiais (somando: Internacionais, Nacionais e Regionais) e 110 títulos oficiais (somando apenas: Internacionais e Nacionais) (ver:
Ranking Nacional de Títulos) NOTA: Este ranking encontra-se falseado ja que foi somado ao palmarés do SL Benfica 15 campeonatos nacionais de escolinhas, escalão esse que nunca teve tal competição. Na verdade, descontando esses 15 títulos ao SL Benfica, o FC Porto é o líder com 110 e Benfica em segundo com 107.
O FC Porto é o clube europeu com mais títulos no século XXI. Entre campeonatos, taças, supertaças e troféus internacionais, os portistas solidificaram uma hegemonia que não encontra rival à altura nos 25 países mais cotados da UEFA. O FC Porto soma 14 títulos só no século XXI, Bayern de Munique e Liverpool com 10 cada um são os mais próximos.
O FC Porto é o clube português com maior número de títulos no Futebol, contando actualmente 110 títulos oficiais (2 Taças Intercontinentais / Mundiais de Clubes; 2 Taças / Liga dos Campeões Europeus; 1 Taça UEFA; 1 Supertaça Europeia; 22 Campeonatos Nacionais de Séniores; 17 Taças de Portugal; 15 Supertaças de Portugal; 19 Campeonatos Nacionais de Juniores; 17 Campeonatos Nacionais de Juvenis; 12 Campeonatos Nacionais de Iniciados; 2 Campeonatos Nacionais de Infantis) contra 107 do Benfica e 76 do Sporting .
O FC Porto é o clube português com mais títulos internacionais (6), tem mesmo mais que todos os outros clubes portugueses juntos.
O FC Porto é o único clube pentacampeão nacional.
O FC Porto é o clube com mais Supertaças Nacionais conquistadas.
O FC Porto já disputou 22 das 28 finais da Supertaça Nacional.
O FC Porto conseguiu, até hoje, fazer a "Dobradinha" por 5 ocasiões (1955/56; 1987/88; 1997/98; 2002/03; 2005/06), ou seja, ser Campeão Nacional e Vencedor da Taça de Portugal, na mesma época.
O FC Porto já fez o pleno nacional ou seja, fez a "Tripla" por 3 vezes (1997/98; 2002/03; 2005/06), ou seja, ser Campeão Nacional, Vencedor da Taça de Portugal e Vencedor da Supertaça Nacional, na mesma época.
O FC Porto é o clube português com mais participações na Liga dos Campeões com o formato actual falhando apenas na época 1994-95, e na época 2002-03, quando venceu a Taça UEFA.
O FC Porto tem um dos melhores registos mundiais de invencibilidade nas competições internacionais, em casa, 29 jogos (1974/75 até 1987/88).
O FC Porto é o único clube português que conseguiu vencer na mesma temporada o campeonato, a Taça de Portugal e a competição Europeia em que esteve envolvido (em 2003).
O FC Porto é o clube português com mais botas de ouro conquistadas (3).
O FC Porto contém nos seus quadros futebolísticos, uma das maiores referências da história do futebol português e particularmente do FC Porto,
Vítor Baía. Actualmente, Baía é o jogador com mais títulos da história do futebol mundial, com 32. Atrás aparecem Pelé e Rijkaard com 25 cada um.
O FC Porto tem, segundo o seu último relatorio e contas, 83.669 sócios pagantes. No ano anterior o clube tinha 86.229, tendo por isso perdido 2560 sócios no espaço de um ano.
[2]
O FC Porto é o único clube português que faz parte do Grupo G-14, o grupo dos clubes mais poderosos da Europa.
Segundo o Ranking Histórico Mundial de Clubes, o Futebol Clube do Porto é considerado, em termos de currículo, o maior clube português, o 10º maior da Europa e o 17º maior do Mundo.
Tendo em conta um estudo realizado em 2004 pela FutureBrand, uma empresa
americana especializada em consultoria de marcas, o FC Porto é a marca mais valiosa do futebol português. O estudo apresenta as 30 marcas mais cotadas do futebol europeu e Portugal conta apenas com um representante, o FC Porto. O estudo teve em conta factores como: o valor das marcas, a lealdade dos adeptos, a capacidade de conseguir aumentar a venda de bilhetes para os jogos e o valor financeiro do clube. Neste ranking de marcas europeias, o FC Porto ocupa a primeira posição em Portugal e a 27ª na Europa [3]. Um estudo semelhante efectuado em 2007 pela empresa alemã BBDO remete o FC Porto para o 2º posto nacional (atrás do SL Benfica), embora a nível europeu o clube se encontre melhor posicionado do que no estudo da FutureBrand, no 21º lugar [4] .
Outras modalidadesO FC Porto é, segundo o "World Clubs Ranking" do site Rink-Hockey.net, o maior clube português e o 4º maior do Mundo de hóquei em patins. [5]
O FC Porto é o clube português que junta maior número de títulos no
andebol, hóquei em patins, bilhar e natação; em ciclismo, é o que já venceu mais Voltas a Portugal (23 somando individuais e colectivas).
Tendo em conta apenas os designados "3 Grandes", o FC Porto é o clube português que já conquistou mais títulos no
hóquei em campo e no voleibol.
O FC Porto, em duas edições da Liga Nacional de futebol de praia, sagrou-se campeão em 2005 e classificou-se em 3ºlugar em 2006.
UFF!!!!

recebido por mail

"NAVIO" BENFICA ENCALHA NO MAR DE LEIXÕES


sábado, 13 de dezembro de 2008

VALE E AZEVEDO

Vale e Azevedo vai a uma churrasqueira e pede ao empregado que embrulhe dois frangos.
Enquanto o empregado embrulha os frangos, repara numas belas codornizes e pergunta ao empregado se pode trocar os 2 frangos por 4 codornizes, ao que o empregado responde:

- Claro que sim.

Depois de embrulhadas as codornizes e entregues ao cliente, este vai-se embora, quando o empregado irrompe:

- Desculpe, mas o Sr. esqueceu-se de pagar as codornizes.

- Mas eu troquei-as pelos frangos, disse Vale e Azevedo, "indignado" com a petulância do empregado.

- Mas também não pagou os frangos!

- Correcto, mas também não os levei...

ENTREVISTA COMBINADA?


“Ainda por cima é a RTP a fazer isso”
A cena mostra até que ponto chegaram as relações entre a Comunicação Social e o Governo socialista. A ministra da Saúde, Ana Jorge, foi ao Centro Nacional de Cultura apresentar o plano de combate à sida nas escolas.

«O jornalista da RTP aproveitou a ocasião e tentou naturalmente fazer uma pergunta a Maria de Lurdes Rodrigues sobre o assunto. Foi então que Ana Jorge saltou indignada com o comportamento do jornalista: 'O quê? O senhor não sabe o que está combinado? Que hoje só se pode fazer perguntas sobre esta cerimónia e sobre o plano de combate à sida nas escolas? Ainda por cima é a RTP, a televisão pública, a fazer uma coisa destas. E, depois, logo à noite, não sai a reportagem.'

Assim vão a informação e o poder neste País. » [Correio da Manhã]

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

MEDINA CARREIRA

IMPERDIVEL
Sei que é pesado mas, nos intervalos do futebol, telenovelas e restante telelixo nacional, talvez fosse bom tomarmos consciência.

FILHO DE SOCRATES ASSALTADO

Segundo noticia do jornal O Sol," o filho mais novo do primeiro-ministro, José Sócrates, foi assaltado na passada sexta-feira, perto de casa em Telheiras, por quatro indivíduos que o ameaçaram com facas."
Também não é para menos com um pai de ouro se o filho sair ao pai vale muito.
Mas não é este um dos países mais seguros da europa?
Aposto que o pai não vai apresentar queixa, na policia.

TRISTE VIDA A DE DEPUTADO

O deputado tem de picar o ponto.
O deputado tem de pedir licença para votar contra.
O deputado tem de pedir licença para se abster.
O deputado vota no que lhe mandam votar.
O deputado pode votar em consciência, quando o deixam.
O deputado tem consciência uma vez por ano.
O deputado tem falta.
O deputado quanto tem falta ganha menos.
O deputado tem que justificar a falta, de preferência com atestado.
O deputado tem um amigo que é médico.
O deputado tem que pedir licença para ir à casa de banho.
O deputado foi censurado pelo Baptista-Bastos.
O deputado tem que ir prestar contas à Presidente do Partido.
O deputado bate palmas quando o líder da bancada dá o sinal.
O deputado recebeu ralhete do Sr. Presidente da AR.
O deputado não pode comer sem babete.
in Blasfémias

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

GENÉRICOS SÓ NA FARMÁCIA lista de ajuda


20 000 ou mais CAMIONS PARADOS


Ninguém como os transportadores sabe melhor como está a situação económica de um país, pois se um fornecedor vende um cliente compra é ao transportador que compete fazer o respectivo transporte da mercadoria.

No terceiro trimestre de 2008 os camions tiveram uma taxa de ocupação reduzida, o" Portuga" que tem sempre uma desculpa disse "são as férias logo arranca" mas não arrancou e piorou e muito, neste momento haverá em Portugal mais de 20 000 camions parados por falta de mercadorias para transportar, este facto serve para comprovar que a recessão está aí e é para durar.
E o mais grave é que normalmente nesta época do ano, a ocupação de viaturas era de 100%, com os cliente a pedirem inclusivé camions com dois motoristas (expressos), este ano não se passa nada disto, bem pelo contrário somos nós os transportadores que mendigamos junto dos clientes um transporte, para não termos as viaturas paradas, quanto aos preços já se praticam preços inferiores a 2005, tal é o desespero de muitos transportadores, que não estão mais do que a adiar a sua inevitável "morte".
20 000 camions parados para não falar em dezenas ou talvez mesmo centenas de empresas que se preparam para fechar ou já fecharam as portas, lançando para o desemprego centenas de colaboradores.


pensamento



Este PSD é mau de mais para ser verdadeiro.
Começo a crer que uma Oposição tão fraca a um Governo tão mau não pode ser só coincidência.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

PAIXÃO DE UMA VIDA

"Amava a morte. Mas não era correspondido. Tomou veneno. Atirou-se de pontes. Aspirou gás. Sempre ela o rejeitava, recusando-lhe o abraço. Quando finalmente desistiu da paixão entregando-se à vida, a morte, enciumada, estourou-lhe o coração."

Marina Colasanti, em "Um espinho de Marfim e Outras Histórias"

domingo, 7 de dezembro de 2008

oposição?...

30 dos 75 deputados do PSD “baldaram-se” às votações e foram de fim-de-semana mais cedo.


Pergunto eu:
É este o partido que se afirma como alternativa?
São estes os deputados que se dizem prontos para governar?

Serão precisos 250 para nos representar (mal)?
Não chegariam só um terço?

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Dias Loureiro, Jorge Coelho & Assoc.


Isto tá bonito. Será que existe por aí algum politico sério?



Percebo agora os elogios do Dias Loureiro aquando do lançamento do livro SÓCRATES O MENINO DE OURO DO PS

QUAL O TRUQUE?

A Lundin Mining actual proprietária nega venda das minas de Aljustrel mas Governo garante que negócio está fechado com os irmãos Martins da MARTIFER.
O que é que leva empresários portugueses sem experiência no sector mineiro a comprar uma mina a uma multinacional do sector mineiro, sabendo-se que essa multinacional não consegue rentabilizar a mina por causa da queda dos preços das matérias primas?
Ou dito de outra forma, qual é o truque que vai ser usado desta vez para meter dinheiro público no negócio?

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

VISITA AO JULIO DE MATOS

Durante a visita ao hospital psiquiátrico Júlio de Matos, José Sócrates perguntou ao director:
- Qual é o critério pelo qual vocês decidem quem precisa ser hospitalizado aqui?

Respondeu o director:
- Nós enchemos uma banheira com água e oferecemos ao doente uma colher, um copo e um balde e pedimos que a esvazie. De acordo com a forma que ele decida realizar a missão, nós decidimos se o hospitalizamos ou não.

-
Entendi, disse Sócrates, uma pessoa normal usaria o balde, que é maior que o copo e a colher.
- Não, respondeu o director, uma pessoa normal tiraria a 'tampa do ralo'. Prefere quarto particular ou enfermaria?

TÁ TODO VAIDOSO O HOMEM ATÉ JÁ FALA DE OUTRA MANEIRA


"Um especial do jornal espanhol ‘El Mundo’ elegeu ontem os homens mais elegantes do ano.

Num ranking internacional de dez, o primeiro-ministro português coloca-se em 6º lugar, tendo ficado à frente de Nicolas Sarkozy, de Jude Law e até do príncipe Carlos.Eleito pela sua sobriedade, o político socialista é referido como um homem que gosta de vestir fatos escuros Armani e gravatas grená e diz-se que os cabelos grisalhos não lhe tiram o estilo. Na votação, não é esquecido o gosto que José Sócrates tem pela prática de jogging e muito menos a polémica do cigarro em pleno voo da TAP.

O ‘El Mundo’ avança que, apesar de ser considerado um homem arrogante e irritável, o primeiro-ministro também sabe dar o braço a torcer. No ranking do jornal espanhol, o vencedor é Karl Lagerfeld, seguido de Roger Federer, Barack Obama, Brad Pitt e o príncipe Haakon da Noruega.

"in CM online, 01-12-2008

REMEDIAR O MAL FEITO


O Banco Central Europeu anunciou hoje o corte da sua taxa de juro de referência em 0,75 pontos percentuais, para 2,5 por cento, na tentativa de ajudar a revitalizar as economias da Zona Euro que ajudou a entrar em recessão e evitar um cenário de deflação, ambas provocados pela ortodoxia das suas políticas.
Recorde-se que o BCE, ao invés de se empenhar em travar o fenómeno de parasitismo da especulação que fez subir artificialmente os preços das matérias primas, preferiu combinar um discurso de apelo à contenção salarial com subidas da sua taxa de juro de referência para valores disparatadamente altos, afectando decisivamente o consumo, o investimento, as exportações e o crescimento económico.
Agora tenta remediar uma crise para a qual contribuiu, com a complacência de Governos obedientes.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

ISTO SÓ VISTO


NEVE




Batem leve, levemente,
como quem chama por mim...
Será chuva? Será gente?
Gente não é, certamente
e a chuva não bate assim...

É talvez a ventania;
mas há pouco, há poucochinho,
nem uma agulha bulia
na quieta melancolia
dos pinheiros do caminho...

Quem bate, assim, levemente,
com tão estranha leveza,
que mal se ouve, mal se sente?
Não é chuva, nem é gente,
nem é vento, com certeza.

Fui ver. A neve caía
do azul cinzento do céu,
branca e leve, branca e fria...
Há quanto tempo a não via!
E que saudade, Deus meu!

Olho-a através da vidraça.
Pôs tudo da cor do linho.
Passa gente e, quando passa,
os passos imprime e traça
na brancura do caminho...

Fico olhando esses sinais
da pobre gente que avança,
e noto, por entre os mais,
os traços miniaturais
de uns pezitos de criança...

E descalcinhos, doridos...
a neve deixa inda vê-los,
primeiro, bem definidos,
- depois em sulcos compridos,
porque não podia erguê-los!...

Que quem já é pecador
sofra tormentos... enfim!
Mas as crianças, Senhor,
porque lhes dais tanta dor?!...
Porque padecem assim?!

E uma infinita tristeza,
uma funda turbação
entra em mim, fica em mim presa.
Cai neve na natureza...
– e cai no meu coração.

Augusto Gil - Luar de Janeiro, 1909

domingo, 30 de novembro de 2008

PARA ACELERAS ( vale bem a pena ver)

MATEMÁTICA EM PORTUGAL

Não resisti a publicar este comentário feito aqui no blog, que de certa forma traduz a realidade da escola portuguesa.
Relato de uma Professora !!!

Na semana passada comprei um produto que custou 1,58€.
Dei à balconista 2,00€ e peguei na minha bolsa 8 centimos, para evitar receber ainda mais moedas.
A balconista pegou no dinheiro e ficou a olhar para a máquina registadora, aparentemente sem saber o que fazer.
Tentei explicar que ela tinha que me dar 50 centimos de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la.
Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender.
Por que estou a contar isto?
Porque me dei conta da evolução do ensino da matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino da matemática em 1950:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por €100,00.
O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda .
Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por €100,00.
O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda ou €80,00.
Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por €100,00.
O custo de produção desse carro de lenha é € 80,00.
Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por € 100,00.
O custo de produção desse carro de lenha é €80,00.
Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )€ 20,00 ( )€40,00 ( )€60,00 ( )€80,00 ( )€100,005.

Ensino de matemática em 2000:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por € 100,00.
O custo de produção desse carro de lenha é € 80,00.
O lucro é de € 20,00.
Está certo?( )SIM ( ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2008:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por €100,00.
O custo de produção é € 80,00.
O lucro é de € 20,00.
Se você souber ler coloque um X no ( )€ 20,00 ( )€40,00 ( )€60,00 ( )€80,00 ( )€100,00

A propósito de lenha vendo lenha a 100€ a tonelada, ou seja a 10 cent. o Kg ( e apenas paga os custos de produção)

IMAGEM DE PORTUGAL

O 'Expresso' desta semana diz que o «Governo salva BPP para defender imagem de Portugal».
Não se compreende muito bem esta máxima, com a agravante de se anunciar que o presidente do banco, João Rendeiro, vai dar lugar a outro e tudo fica bem...
É pena que o governo não salve Portugal para defender a imagem do País e a imagem dos portugueses, porque assim também salvava a imagem da banca...

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

BCE

Segundo a estimativa rápida do Eurostat, a inflação na Zona Euro terá caído para 2,1 por cento em Novembro, baixando uns inéditos 1,1 pontos percentuais em relação aos 3,2 por cento registados no mês anterior. É assustador o cenário de deflação que esta queda pode indiciar. O BCE, conforme todos se recordarão, durante meses teimou em manter a sua taxa de referência a níveis inexplicavelmente altos, com o argumento de que havia tensões inflacionistas de longo prazo. O resultado poderá agora ser uma crise gigantesca com origens na desaceleração do investimento e numa quebra abrupta no consumo que a ortodoxia do senhor Trichet e a cumplicidade dos Governos europeus não souberam valorizar.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

frase do dia

Se te derem um pontapé no cu, não te preocupes.
É sinal que vais à frente!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

NEGÓCIOS LUSOS

José Maria Martins interroga por que razão o Partido Socialista não quis ouvir o dr. Dias Loureiro na Assembleia da República no âmbito do caso BPN. Ele acha estranho: eu não: SIRESP.
Por agora, enquanto o regime sistémico durar, aguentamos. Mas há-de chegar o dia em que se vai descobrir o rasto completo de cada cêntimo dos 485 milhões (valor total) do negócio adjudicado pelo Governo socialista à Sociedade Lusa de Negócios (SLN) em 18-5-2006.

do Portugal Profundo

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Mas realmente...


... o que é que são as palavras de Ferreira Leite comparadas com o facto de um jornal ecónomico de referência internacional classificar o nosso, perdão, o ministro das finanças do governo PS, como o pior ministro das finanças de entre os 19 homólogos europeus da Finlândia, Alemanha, Luxemburgo, Suécia, Holanda, Eslováquia, França, Dinamarca, Grécia, Áustria, Polónia, Bégica, República Checa, Reino Unido, Itália, Hungia, Espanha, Irlanda e Portugal ...???

Saber isto - saber que se é governado pelo pior ministro europeu das finanças - não é muito mais grave e deprimente do que as "balelices" de Ferreira Leite...??? Que por este andar nunca chegará a governar.

JÁ SABE EM QUEM VOTAR, NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES?


terça-feira, 18 de novembro de 2008

TEIXEIRA DOS SANTOS " O PIOR"

logo o ministro que salvou o país da recessão

O ministro português Fernando Teixeira dos Santos, é considerado pelo jornal britânico "Financial Times" (FT) como o pior ministro das Finanças entre os 19 países da União Europeia (UE) analisados. O fraco desempenho da economia nacional e o baixo perfil europeu justificam a escolha.
É um prémio sem qualquer significado, quer porque temos também o número um entre os governantes europeus na venda de computadores portáteis, quer ainda porque o painel de especialistas portugueses projecta uma imagem do laureado de hoje que o catapulta para a liderança do rank de popularidade de todos os ministros do melhor Governo de todos os tempos, juntamente com Luís Amado.
E o que conta é o que se vê e o que se diz por cá, não é?

BRINCAR COM AS CRIANCINHAS parte II

Afinal, a completa falta de vergonha e a ausência de qualquer pudor não tem mesmo limites ...

A directora-regional de Educação do Norte, Margarida Moreira, mandou uma equipa à Escola do Freixo, em Ponte de Lima, para perceber por que é que as crianças a quem Sócrates entregou computadores não os levaram para casa. Moreira concluiu que se tratou de uma «opção
pedagógica»

Depois de uma completa desvergonha, ainda há quem tenha ainda menos vergonha e não se importe de inventar desculpas atirando responsabilidades para os professores ...
É evidente que a falta de vergonha é directamente proporcional à sabujice ...

domingo, 16 de novembro de 2008

OPOSIÇÃO E GOVERNO


Se Oposição houvesse, o Governo não ostentaria uma figura como Manuel Pinho.
Se a Oposição fizesse o seu papel, nunca Mário Lino teria condições de defender tudo e o seu contrário com o mesmo ensejo fictício de convicção.
Se a Oposição funcionasse, Mariano Gago não ameaçaria os reitores das Universidades na pretensão pueril de iludir as suas próprias responsabilidades.
Se a Oposição se mostrasse, Ana Jorge não continuaria em funções após ter admitido não saber o montante das dívidas da Saúde; e as pastas da Justiça, do Ambiente e da Defesa até poderiam existir.
Se a Oposição fosse firme, a ministra da Educação perceberia que há uma diferença entre governar e persistir na teima.
Se o Governo é mau também é porque a Oposição deixa muito a desejar.
* CM, 14.XI.2008

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

DOS TEMPOS DE SALAZAR


Conta-se que este poema foi dirigido ao Ministro da Agricultura do
governo de Salazar, como forma de pedir adubos. Por mais estranho que
pareça, o senhor que o escreveu não foi preso e Salazar até se fartou
de rir (??!!!) quando o leu:

> > > - E X P O S I Ç Ã O -> >

Porque julgamos digna de registo
a nossa exposição, senhor Ministro,
erguemos até vós, humildemente,
uma toada uníssona e plangente
em que evitámos o menor deslize
e em que damos razão da nossa crise.

Senhor: Em vão, esta província inteira,
desmoita, lavra, atalha a sementeira,
suando até à fralda da camisa.
Falta a matéria orgânica precisa
na terra, que é delgada e sempre fraca!
- A matéria, em questão, chama-se caca.

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.

Se os membros desse ilustre ministério
querem tomar o nosso caso a sério,
se é nobre o sentimento que os anima,
mandem cagar-nos toda a gente em cima
dos maninhos torrões de cada herdade.
E mijem-nos, também, por caridade!

O senhor Oliveira Salazar
quando tiver vontade de cagar
venha até nós solícito, calado,
busque um terreno que estiver lavrado,
deite as calças abaixo com sossego,
ajeite o cú bem apontado ao rego,
e… como Presidente do Conselho,
queira espremer-se até ficar vermelho!

A Nação confiou-lhe os seus destinos?...
Então, comprima, aperte os intestinos;
se lhe escapar um traque, não se importe,
… quem sabe se o cheirá-lo nos dá sorte?
Quantos porão as suas esperanças
n'um traque do Ministro das Finanças?...
E quem vier aflito, sem recursos,
Já não distingue os traques dos discursos.

Não precisa falar! Tenha a certeza
que a nossa maior fonte de riqueza,
desde as grandes herdades às courelas,
provém da merda que juntarmos n'elas.

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.

Adubos de potassa?... Cal?... Azote?...
Tragam-nos merda pura, do bispote!
E todos os penicos portugueses
durante, pelo menos uns seis meses,
sobre o montado, sobre a terra campa,
continuamente nos despejem trampa!

Terras alentejanas, terras nuas;
desespero de arados e charruas,
quem as compra ou arrenda ou quem as herda
sente a paixão nostálgica da merda…

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.

Ah!... Merda grossa e fina! Merda boa
das inúteis retretes de Lisboa!...
Como é triste saber que todos vós
Andais cagando sem pensar em nós!

Se querem fomentar a agricultura
mandem vir muita gente com soltura.
Nós daremos o trigo em larga escala,
pois até nos faz conta a merda rala.

Venham todas as merdas à vontade,
não faremos questão da qualidade.
Formas normais ou formas esquisitas!
E, desde o cagalhão às caganitas,
desde a pequena poia à grande bosta,
de tudo o que vier, a gente gosta.

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.

Pela Junta Corporativa dos Sindicatos Reunidos, do Norte, Centro e Sul do Alentejo
Évora, 13 de Fevereiro de 1934

O Presidente
D. Tancredo (O Lavrador)

recebido por mail

terça-feira, 11 de novembro de 2008

MAGUSTO DA CASA DO POVO


CANCELADO DEVIDO AO FALECIMENTO DO SÓCIO AMADEU FIGUEIREDO OLIVEIRA.
À familia deixo aqui as minhas sentidas condolências.

domingo, 9 de novembro de 2008

NÃO SOU PROFESSOR, MAS TENHO AMIGOS PROFESSORES COMPREENDO A LUTA DELES E OS SEUS PROBLEMAS, E PORQUE TENHO FILHOS NA IDADE ESCOLAR, APOIO A LUTA DELES, CONCORDO COM ESTA MANIFESTAÇÃO, POR SER À MARGEM DOS SINDICATOS.

FRASES INTERESSANTES

O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam.

SABES QUE QUE ESTAS A FICAR LOUCO NO SEC. XXI QUANDO:

1. Envias um e-mail ou usas o Messenger para conversar com a pessoa que trabalha na mesa ao teu lado;
2. Usas o telemóvel na garagem de casa para pedir a alguém que te ajude a levar as compras;

3. Esquecendo o telemóvel em casa (coisa que não tinhas há 10 anos atrás), ficas apavorado e voltas para buscá-lo;

4. Levantas-te pela manhã e quase que ligas o computador antes de tomar o café;

5. Conheces o significado de tb, qd, cmg, mm, dps, k, ...;

6. Não sabes o preço de um envelope comum;

7. A maioria das piadas que conheces, recebeste por e-mail (e aindapor cima ris sozinho...);

8. Dizes o nome da tua empresa quando atendes ao telefone em tua própria casa (ou até mesmo o telemóvel!!);

Digitas o '0' para telefonar de tua casa;


10. Vais para o trabalho quando está a amanhecer, voltas para casa quando anoitece;

11. Quando o teu computador pára de funcionar, parece que foi o teu coração que parou;

11. Estás a ler esta lista e a concordar com a cabeça e sorrir;

12. Estás a concordar tão interessado na leitura que nem reparaste que a lista não tem o número 9;

13. Retornaste à lista para verificar se era verdade que faltava o número 9 e nem viste que há dois números 11;

14. E AGORA ESTÁS A RIR DE TI MESMO!!!

15. Já estás a pensar para quem vais enviar esta mensagem;

16. Provavelmente agora vais clicar no botão 'Reencaminhar'... É a vida... que mais poderias fazer? ... foi o que eu fiz também...

Feliz modernidade.

recebido por email

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

MIGALHÃES

Lá vem pelo avelar
O filho do Zé João
Vem do centro escolar
Cansado de palmilhar
A caminho da povoação

Não há médico na aldeia
E a antiga escola fechou
Não tem carne para a ceia
Nem petróleo para a candeia
Porque o dinheiro acabou

O seu pai foi para França
Trabalhar na construção
E a mãe desta criança
Trabalha na vizinhança
Lavando pratos e chão

Mas o puto vem contente
Com o Migalhães na mão
E passa por toda a gente
Em alegria aparente
De quem já sabe a lição

Um senhor muito invulgar
Que chegou com mais senhores
Veio para visitar
O novo centro escolar
E dar os computadores

E lá vem o Joãozinho
No seu contínuo vaivém
Calcorreando o caminho
Desesperando sozinho
À espera da sua mãe

Neste país de papões
A troco de dois vinténs
Agravam-se as disfunções
O rico ganha milhões
E o pobre...Migalhães

recebido por maill

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

FELICITAÇÕES

O primeiro-ministro português, José Sócrates, felicitou hoje Barack Obama pela sua vitória nas presidenciais norte-americanas, considerando que o seu triunfo representa "uma oportunidade de mudança para os Estados Unidos e para o mundo".

Para comemorar a eleição (e para dar o primeiro impulso ao reatamente das boas relações entre os EUA e a Venezuela), o primeiro ministro vai enviar a Obama um computador Magalhães (que é o que os seus assessores usam...)...!!!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

VÁ AO BALNEÁRIO, MAS NÃO FALE AOS JORNALISTAS

Ambos estão suspensos pelo CD da Liga.
O Presidente do FCP, Jorge Nuno Pinto da Costa, falou aos jornalistas enquanto o Presidente do SLB, Luís Filipe Vieira foi falar ao balneário do árbitro, no intervalo do jogo com o FC Porto.

Decisões do CD da Liga:
- Pinto da Costa - 120 dias mais e 1750 euros de multa.
- Luís Filipe Vieira - 45 dias e 500 euros de multa.

Apito de que cor???!!!

CARTA DO PC MAGALHÃES AO PRIMEIRO MINISTRO

Senhor Primeiro Ministro:
Venho protestar veementemente através de Vª Exª pelo nome dado ao Computador que os vossos serviços resolveram distribuir aos meninos deste país (os que sobrarem do seu negócio com o Hugo Chavez na troca do petróleo, bem entendido).
Eu, Pedro Carvalho de Magalhães, nunca mais poderei usar a minha Assinatura sem ser indecentemente gozado pelos meus colegas de trabalho.
Sempre assinei PC Magalhães e, desde que Vªs Exªs baptizaram o tal Computador, tive que alterar todos os meus documentos.
Uma coisa tão simples como perguntar as horas e a resposta que recebo é:
- Atão Magalhães... vai ao Google...
Se vou à máquina de preservativos, há sempre uma boca dum colega:
- Para quê, Magalhães? Não te chega o anti-virus?
Se vou ao dentista, a recepção é sempre a mesma:
- Então o senhor Magalhães vem limpar o teclado...
A minha mulher, Paula Carvalho Magalhães, também sofre pressões indescritíveis no emprego: ontem uma colega veio da casa de banho com um tampão na mão e gritou:
- Paula.... esqueceste-te da tua PEN!
Também o ginecologista não resistiu ao nome e, após a consulta, disse-lhe que tudo estava bem com as entradas USB!
Nem o meu filho, Pedro Carvalho Magalhães, escapa ao gozo que o nome veio provocar.
A Rita, a mocinha com quem andava há mais de 6 meses, acabou tudo com este argumento:
- Magalhães.... Vou à Staples procurar outro porque a tua pega é muito pequena!
Quando, devido a tudo isto, apanhei uma tremenda depressão que me impediu de trabalhar, fui ao psiquiatra. Ele olhou para o meu nome e disse:
- Pois é, senhor PC Magalhães. Aconselho-o a passar pelo suporte técnico da Staples...
Podem ser problemas na memória RAM!
Neste momento a minha mulher quer 'desinstalar-se' de mim e procurar alguém que tenha um nome 'decente'.
Senhor Primeiro Ministro...
Porque diabo não puseram o nome Sócrates a esse maldito computador? Queria que o senhor visse o que custa!
Autor: Pedro Carvalho Magalhães

REGULAÇÃO PUBLICA NA PRÁTICA É ISTO

Vamos assistindo a algumas das características mais perversas da regulação pública:
-Regulador ignora suspeitas públicas e rumores.

-Banco dominado por importantes figuras do partido da oposição é nacionalizado. Se estivesse outro partido no poder o banco seria salvo pelo Estado sem ser nacionalizado.
-Regulador e poder executivo concertados entre si.

-Fundo da Segurança Social
envolvido num banco com problemas evidentes, não se sabe se com a intenção de salvar o banco ou se por incompetência do gestor do fundo.

-
Empréstimo de um banco público a um banco com problemas evidentes, não se sabe se com a intenção de salvar o banco ou se por incompetência do gestor do banco público.

-Utilização da regulação bancária para
promover crédito barato em ano de eleições.

-
Risco dos bancos indistinguível do risco do Estado.

-Cartel bancário
promovido pelo Estado.

-12% do PIB para garantir o financiamento dos bancos, possivelmente com o objectivo de assegurar o financiamento de obras públicas em ano eleitoral.

-Em resumo, uma bela confusão entre bancos privados, o regulador, o interesse público, o Estado empresário, os activos dos futuros pensionistas, empresas de construção civil, governo, interesses do PSD e interesses do PS.

do Blasfémias

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

FRASES

Rouba um tostão e serás um ladrão. Rouba um milhão e serás barão. Rouba setecentos milhões, e serás um herói da nação.

MUSEU DO PORCO NO QUARTEL DA GNR EM MANGUALDE

O porco vai ter direito a um museu em Mangualde, cidade que é conhecida pela capital da febra. A obra vai custar cerca de dois milhões de euros. O museu seguirá objectivos gastronómicos e pedagógico-didácticos.
O presidente da Câmara de Mangualde, António Soares Marques, quer criar o Museu do Porco e instalá-lo no edifício apalaçado onde funciona actualmente o quartel da GNR, à saída da cidade.

Uma pergunta de algibeira...

Se os depósitos existentes no BPN são inferiores a 100 milhões porque é que o Estado vai lá enterrar 700 milhões para começar?... porque no fim será muito mais...
Se o banco pertence a Sociedade Lusa de Negocios porque ficaram de fora da nacionalização as empresas rentáveis do grupo???
Porque continuam todos os ex gestores em liberdade???!!!
Só o Vale e Azevedo roubou... e tem de ser extraditado para passar 20 anos na cadeia pelos hidiondos crimes que cometeu!!! E os outros que roubaram 100 vezes mais do que ele vão andar por ai...
O Constâncio não vê nada tadinho... deve passar o dia no gabinete a contar as notas do ordenadão que ganha tipo um anuncio do euro milhões que dizia ai engananei-me... outra vez... deixa-me lá contar de novo 1 2 3... vinte cinco mil setencos e vinte e dois euros!! ufa... será que me enganei... outra vez 1 2 3...
Um país a beira do abismo o Medina Carreira tem de rever as suas previsões a falência não virá daqui a 15 a 20 anos ela esta ao virar da esquina...
comentario efectuado no blog o Jumento

MINISTRO DE QUÊ?

Este não é o Ministro da Economia do nosso País?
Então o homem não é tido nem achado na nacionalização do BPN, nem no pagamento das dividas do Estado, os colegas do (des) governo aproveitaram o domingo em que o homem foi inaugurar o Autódromo do Algarve para tomarem medidas tão importantes para a economia nacional. E o homem não sabe de nada, que belo governo nós temos, a comprar as dividas de um banco privado.
Na mesma reunião alguém terá perguntado " dizemos ao Pinho? Não deixa lá ele depois vê na televisão..."

domingo, 2 de novembro de 2008

ESTADO CALOTEIRO

Hoje, um Conselho de Ministros extraordinário deliberou aquilo que deveria ser ordinário: pagar a tempo e horas.
Não se entusiasmem, senhores empresários. O Estado português é caloteiro - está-lhe na massa do sangue ou, como se usa muito dizer, está-lhe inscrito no DNA - e será.
Não confiem pois, não alterem os vossos planos de tesouraria, não se iludam - esta notícia, em termos práticos, provavelmente tenderá para zero, provavelmente será apenas propaganda e mentira.

NACIONALIZAÇÕES

Foi anunciada a primeira nacionalização de um banco em Portugal.
Há que aguardar para ver se também serão nacionalizados todos os seus ilícitos e se será o nosso dinheiro a pagar o enriquecimento daqueles que afundaram o banco em questão.
Até que o Governo esclareça detalhadamente este ponto, esta é uma nacionalização branqueadora.
Para já, fica o registo de mais uma mentira de um Governo que garantiu aos portugueses que os bancos nacionais passariam ao largo da crise internacional. Os problemas do BPN seguramente que não surgiram entretanto.
Finalmente, seria interessante apurar o que andou a fazer Vítor Constâncio para deixar esta história chegar a extremos.


...

...só pode ser da crise, o FCP perdeu outra vez agora na Figueira da Foz...

sábado, 1 de novembro de 2008

recebi por sms

Um cliente vai ao banco levantar um cheque. O caixa olha para o cheque, olha para o computador e comenta:
- desculpe. Mas não tem provisão.
Pergunta o cliente:
- não tem provisão? O cheque ou o banco?

"pindérico"

Eis aqui a figura de um primeiro ministro que, do seu assento num fórum político internacional, se assume não como governante de um país quase milenar mas como vendedor "porta-a-porta" de computadores ...

Sócrates garantiu ontem que os seus assessores só usam o Magalhães. Avaliando a trapalhada na entrega do Orçamento de Estado é fácil concluir que no ministério das finanças também.

O PM será sócio da empresa que produz o Magalhães a JP Sá Couto?
Ou será comercial contratado?


DIFICULDADES DE ESCOLHA

As moscas algarvias debatem-se com o profundo dilema de escolher entre passar o dia no estádio ou, no autódromo. Talvez, uma escala de presenças, sei lá!

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

NOBEL DE MATEMÁTICA

A taxa de reprovação no exame de Matemática A do 12º deste ano baixou para 7 por cento, contra os 18 por cento do ano passado, numa prova que foi feita por 36.674 alunos em que a média de notas foi de 12,5 valores, segundo dados oficiais do ME. Em relação aos alunos internos (ou seja, os que frequentaram a disciplina durante todo o ano), a média obtida foi de 14 valores, 3,4 valores acima do que se verificou em 2007, ano em que pela primeira vez a média obtida por estes alunos foi superior a 10 valores.
Por outro lado, a taxa de reprovação a Português foi este ano superior à das provas de Matemática A e B, tradicionalmente as que mais complicam a vida aos alunos, que este ano foi de 7 por cento em ambos os exames. (Ler mais)
Os portugueses estão mais inteligentes.
Esta é uma geração de cientistas.
O Nobel de Matemática 2008 vai direitinho para José Sócrates e Maria de Lurdes Rodrigues.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

ATÉ PARECE (MAIS UMA) MENTIRA


No meio daquilo que se designa internacionalmente por crise histórica, Portugal parece que nunca esteve tão bem. Há aumentos na função pública, garantias de vinte mil milhões de euros para os bancos, as obras públicas não param, o salário mínimo vai aumentar, os impostos começam a baixar e o défice nem se mexe.

sábado, 25 de outubro de 2008

A VIDA, TAL COMO ELA É...

As pessoas mais sensatas ou esclarecidas, têm normalmente uma visão mais realista e pragmática da sociedade. As opiniões que expressam radicam-se na análise da realidade, por norma, menos optimistas do que os discursos dos vendedores de sonhos. Reconhecendo que pelo seu carácter, existe gente indefectivelmente optimista mesmo quando no centro das piores tormentas, não creio que as mensagens do tipo, entre mortos e feridos.., contribuam substantivamente e a médio ou longo prazo, à consensualização colectiva dos factos da vida.

Os anos da democracia, saldam-se pela utopia da vida fácil. Vivemos anos de riqueza a crédito, facilitismos vários e uma enorme irresponsabilidade social, durante os quais não salvaguardámos os capitais nem os meios necessários ao pagamento da factura que forçosamente, chegará. Vendido o ouro dos cofres do Banco de Portugal, o património público, esgotados os fundos europeus, estamos por nossa conta e risco, pobres, endividados, incultos, iletrados, incompetentes, e sem saber o que fazer à vida.

Os discursos realistas são incómodos, pessimistas, dos quais ninguém gosta. As pessoas preferem a ideia do paraíso cor-de-rosa, de que a Senhora de Fátima nos há-de valer, de que a crise é só para os outros, de que alguém há-de resolver os problemas ou, confortamo-nos no mais prosaico, quem vier atrás que feche a porta. Por isso, elegemos charlatães que nos vendem a felicidade em pacote, nos dispensam de trabalhar, de estudar, de fazer pela vida. Por isso fechamos escolas e levamos os filhos aos entretenimentos desportivos. Encerramos hospitais e inauguramos piscinas. Assistimos a telenovelas em vez de ler. Discutimos futebol em vez de discutir o país. Preferimos a alienação à realidade. Ainda assim, a factura está aí e desta vez, ninguém empresta dinheiro para a pagar.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

O PIOR ESTÁ PARA VIR

Não será um ano fácil para ninguém. Nestas singelas palavras, encerra-se uma verdadeira caixa de Pandora a abrir lá para os primeiros dias do ano próximo, passado o natal e esgotado o oxigénio que manterá muitas portas abertas apenas na expectativa de vender pelas festas, consolidada a crise, facilmente se antevê o terramoto que aí vem.
Com a procura interna e as exportações em baixa, nem a famosa mão-de-obra barata poderá acudir às falências e despedimentos inevitáveis e subjacentes à estagnação económica orçamentada. O objectivo de manter o desemprego nos níveis do ano em curso, é apenas uma ideia piedosa e inconsequente.
Ninguém saberá ao certo a dimensão do buraco a abrir, nem sequer lhe conhecerá o fundo. As garantias à banca, a constituição dos fundos imobiliários, prenunciam o pior, e o pior, é sempre pior do que o pior.
E garanto-vos (e quem sou eu para o garantir?) O PAÍS JÁ ESTÁ EM RECESSÃO

SOCRATISMOS


Portuguesas e Portugueses
O Orçamento de Estado de 2008 apresentava um deficit de 2,2 %, tendo dito na altura que era um orçamento de contenção e de equilíbrio das contas públicas.
Ora, Portuguesas e Portugueses, este ano estaremos em condições de vos auxiliar nesta crise propondo um orçamento expansionista de combate à crise que vai apresentar um deficit de 2,2 %.

EDUCAÇÃO FORJADA

Através do programa Novas Oportunidades, o Governo está a dar o 12.º ano de escolaridade a todos os portugueses. Tal como algumas universidades davam, até há poucos meses, licenciaturas.
Não sei se as consequências deste embuste já foram devidamente avaliadas, mas o nosso trabalho, depois desta patética distribuição de diplomas, não valerá um chavo. Resta-nos acreditar que o mundo ouve os conselhos de Manuel Pinho e esperar por alguém que invista nesta mão-de-obra barata mas incrivelmente instruída.
Incrivelmente!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

CUIDADO PORTUGAL

Governo quer fim do controlo bancário
Orçamento prevê regresso dos donativos em dinheiro aos partidos
A pergunta impõe-se… Porque será?

Será para controlar melhor os dinheiros que entram e saem dos partidos, será para esclarecer melhor de onde provêm e para onde se dirigem ou terá outro motivo?
É curioso que um Estado e um governo que até gorjetas dos empregados de mesa e as dádivas de 500 €, ou lá o que era, de pais a filhos queria controlar agora venha tomar uma atitude destas… Diria mesmo que era espantoso, se não estivéssemos em Portugal e a corrupção, compadrio e desigualdade a todos os níveis não fossem a tónica dominante…
É fartar vilanagem… Até quando?
Temos que nos livrar destes políticos, que legislam a seu bel contento e para o seu próprio interesse...
Mais,
quanto mais nos dizem que não é assim é porque, realmente, é...
Que pena eu já não acreditar em nada...

terça-feira, 21 de outubro de 2008

CUIDADO PORTUGUESES

À primeira vista, a já famosa cena da acção de formação sobre o Magalhães dá vontade de rir. Uma data de professores-palhaço, a alinharem em duvidosos números de circo. Números esses, por aquilo que me contam, não muito diferentes de certos eventos de outdoor e de team building nas grandes empresas.
Ainda à primeira vista, os infelizes apanhados no vídeo fazem o que fazem pois só assim se poderiam candidatar ao sorteio de um Magalhães.
A uma segunda vista, aquilo lembra o ensaio de uma propaganda fascista ou comunista; e a uma terceira vista é muito mais do que isso: é um sintoma do totalitarismo do Estado que, insidiosamente, está a tomar conta da sociedade portuguesa (que dorme, anestesiada).
Um sintoma do medo que grassa actualmente pela função pública e que leva as pessoas a fazerem certas coisas estúpidas que lhes são pedidas.
Um medo revelado pela multiplicação de ordens de serviço, de memorandos internos e de sugestões de actuação, destinados aos funcionários, à arraia miúda que, assustada com a crise, com os despedimentos, a prestação da casa, não questiona duas vezes.
Um outro sintoma é a intoxicação televisiva da imagem de Sócrates. Como um verdadeiro Grande Líder, o primeiro-ministro não dá descanso ao seu povo: ele inaugura isto, ele distribui aquilo, ele visita aqueloutro…
A qualquer hora do dia que se atente no que está a dar em algum dos canais (quando não em todos), dá seguramente Sócrates, a propagandear-se e ao seu governo de forma descarada, sem qualquer pingo de vergonha ou de recato. Como qualquer Grande Líder que se preze, é na unilateralidade da mensagem, ou seja, no discurso em cima do púlpito, que se sente mais à vontade, recusando sempre que pode a concertação e o diálogo. Aplaudido por uma massa política amestrada que ou tem medo ou é bem paga, ou ambas as coisas, não tem vozes contra - nem no PS, nem na oposição -, e as poucas interpelações incómodas que lhe são feitas, rechaça-as de forma mal-educada, disparando frases como “Agora não porque estão à minha espera para jantar”. Com um enorme à-vontade, portanto, manda o país à merda em directo. A imposição da imagem do PM visa propagar o culto da sua pessoa; pessoa, esta, cada vez mais destacada do partido socialista e, até, dos restantes membros do governo, meros obreiros do mestre. Aos poucos, Sócrates tem vindo a despojar o país de massa crítica, insinuando-se como o paizinho da nação, o chefe modernaço-apoiante-das-novas-tecnologias, treinando-se diariamente para uma nova maioria absoluta (que vai obter, pois não há alternativa: o PSD não existe).
Para nosso azar, conta com um Presidente da República mansinho, mansinho, que se basta com um vetozito político de vez em quando e em passear com a sua Maria.
Cuidado, Portugal. Já houve ditaduras que começaram com menos, e algumas começaram assim: eleitas democraticamente.
in Controversa Maresia