sexta-feira, 29 de maio de 2009

Não saia mais pela porta das traseiras

«Um pedido ao primeiro-ministro: não saia mais pela porta das traseiras. Quando for apenas um cidadão, saia como quiser e por onde quiser. Enquanto for primeiro-ministro, coisa que eu espero ansiosamente que finde, saia pela porta da frente. Ao menos isso. Não envergonhe a democracia. Como assinala o blogger Nuno Nogueira Santos, o último primeiro-ministro da ditadura, Marcello Caetano, quando, no Quartel do Carmo, lhe foi proposto que saísse pelas traseiras respondeu: "Não! Só saio daqui pela porta por onde entrei. A porta da frente." Salgueiro Maia percebeu como sair pela porta da frente era importante para a dignidade de Marcello Caetano, dos militares que o depunham e do regime que dali nasceria. Com poucos homens e muita coragem Salgueiro Maia levou Marcello Caetano pela porta da frente. É nestas coisas que as pessoas se distinguem.»

Helena Matos, Público

DESCUBRA AS DIFERENÇAS

Existem suspeitas vagas sobre Dias Loureiro, embora ainda ninguém lhe tenha atribuído um crime concreto. Terá participado num negócio fictício em Porto Rico? Terá mentido ao Parlamento?

Charles Smith foi filmado a dizer que José Sócrates recebeu dinheiro para aprovar o Freeport. José Sócrates foi o responsável pela aprovação do Freeport nos últimos dias de um governo de gestão.

Autoridades portuguesas dizem que Dias Loureiro não está a ser investigado.

Autoridades portuguesas dizem que José Sócrates não está a ser investigado.

Nenhuma autoridade estrangeiras está a investigar Dias Loureiro.

As autoridades inglesas estão a investigar José Sócrates.

Oliveira e Costa diz que Dias Loureiro mentiu. Tinha interesse em dizer que mentiu.

Charles Smith foi filmado a dizer que José Sócrates recebeu dinheiro para aprovar o Freeport, mas depois desmentiu a acusação. Tinha interesse em desmentir.

Dias Loureiro não é arguido.

José Sócrates não é arguido.

Na SLN Dias Loureiro desempenhava funções privadas e tinha responsabilidades perante privados.

No Ministério do Ambiente, José Sócrates desempenhava funções públicas.

Dias Loureiro era Conselheiro de Estado, nomeado pelo Presidente da República. Desempenhava cargo com pouco poder e baixo risco para o sistema. Foi dito que Dias Loureiro descredibilizava o Conselho de Estado.

José Sócrates é conselheiro de Estado. Até ao momento, ninguém se lembrou de dizer que a sua presença no Conselho de Estado descredibiliza a instituição.

Dias Loureiro não era primeiro-ministro.

José Sócrates é primeiro-ministro. Desempenha um cargo de muito poder e alto risco para o sistema.

Dias Loureiro não podia ser demitido pelo Presidente da República.

José Sócrates pode ser demitido pelo Presidente da República.

Investigação do caso BPN prosseguiu de forma normal.

Investigação do caso Freeport parou durante 4 anos. Lopes da Mota está a ser investigado por ter feito pressões sobre responsáveis pelo processo.

Cândida Almeida nunca deu entrevistas sobre o caso BPN.

Cândida Almeida deu uma entrevista sobre o caso Freeport.

Dias Loureiro demitiu-se.

José Sócrates não se demitiu.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

EU TENHO UM SONHO


Sonho com o dia em que a justiça portuguesa não seja motivo de chacota fora de portas.

Sonho com o dia em que os portugueses não tenham razões para acreditar que os políticos são todos igualmente desmerecedores de confiança.

Sonho com o dia em que todos os titulares de cargos públicos sob suspeita coloquem os interesses de Portugal acima dos interesses próprios e protejam a dignidade das instituições que representam, mesmo que isso signifique demitirem-se dos cargos que legitimamente ocupam.

Eu sei que esse dia está longe. Mas acredito que hoje ficou um pouco - só um pouco - mais perto.

terça-feira, 26 de maio de 2009

ANEDOTA DO DIA

Era uma vez uma menina que chegou à escola e disse à professora:
– A minha gata teve quatro gatinhos. São muito lindos e todos do PS!
A professora achou muita graça e, no dia seguinte, quando passaram por lá os do Magalhães, pediu à aluna que contasse novamente a história da gata. Esta não se fez rogada:
- A minha gata teve quatro gatinhos. São muito lindos e dois são do PS.
– Então, mas ontem não eram todos do PS?
– Eram, sim, professora. Mas dois já abriram os olhos.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

coisas engraçadas

a-)VAIS TER RELAÇÕES SEXUAIS?....
O GOVERNO DÁ UM PRESERVATIVO.
b-)JÁ TIVESTE?........

O GOVERNO DÁ A PÍLULA DO DIA SEGUINTE.
c-)ENGRAVIDASTE?...

O GOVERNO DÁ O ABORTO.
d-)TIVESTE FILHO?......

O GOVERNO DÁ O ABONO DE FAMÍLIA
e-)ESTÁS DESEMPREGADO?....

O GOVERNO DÁ O SUBSÍDIO DE DESEMPREGO.
f-)ÉS VICIADO E NÃO GOSTAS DE TRABALHAR?...

O GOVERNO DÁ O RENDIMENTO MÍNIMO GARANTIDO
g-)CABULASTE E NÃO FIZESTES O 2º OU O 3º CICLO?.....

O GOVERNO DÁ-TO EM 3 MESES NAS NOVAS OPORTUNIDADES.

AGORA....

EXPERIMENTA ESTUDAR, TRABALHAR, PRODUZIR E ANDAR NA LINHA PARA VER O QUE TE ACONTECE!!!.....
O GOVERNO DÁ-TE UMA BOLSA DE IMPOSTOS PARA PAGAR AS ALÍNEAS ANTERIORES!!!

* recebido por email

domingo, 24 de maio de 2009

o campeonato chegou ao fim

Como balanço da época, o título, mais um, vai direitinho para o FC Porto, justo e incontestável vencedor. O vice vai para o Sporting, que jogará as pré-eliminatórias da Champions. O Benfica obteve um honroso terceiro lugar que lhe dará acesso á UEFA. Descem à Liga de Honra o Trofense e o Belenenses, caso a Liga permita que equipas que não pagam os ordenados aos jogadores possam permanecer no escalão maior do futebol português.

diz-me como falas dir-te-ei quem és

!Que mierda de espanholês habla usted.





sábado, 23 de maio de 2009

sem comentários

Parece que os cavalheiros que se dizem governo, já enterraram mais do nosso dinheiro no BPN (2.000M€) do que em medidas para enfrentar a crise.
Está tudo dito.

.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

CRISE



Numa pequena vila e estância na costa sul da França, chove, e nada de especial acontece.

A crise sente-se.

Carregada de dividas.

Toda a gente deve a toda a gente.

Subitamente, um rico turista russo, chega ao foyer do pequeno hotel local.
Pede um quarto e coloca uma nota de €100 sobre o balcão, pede uma chave de quarto e sobe ao 3º andar para inspeccionar o quarto que lhe indicaram, na condição de desistir se lhe não agradar.

O dono do hotel pega na nota de €100 e corre ao fornecedor de carne aquem deve €100.
O talhante pega no dinheiro e corre ao fornecedor de leitões a pagar €100 que devia há algum tempo.
Este por sua vez corre ao criador de gado que lhe vendera a carne e este por sua vez corre a entregar os €100 a uma prostituta que lhe cedera serviços a crédito.
Esta recebe os €100 e corre ao hotel aquem devia €100 pela utilização casual de quartos à hora para atender clientes.

Neste momento o russo rico desce à recepção e informa o dono do hotel que o quarto proposto não lhe agrada, pretende desistir e pede a devolução dos €100. Recebe o dinheiro e sai.

Não houve neste movimento de dinheiro qualquer lucro ou valor acrescido.

Contudo, todos liquidaram as suas dividas e estes elementos da pequena vila costeira encaram agora optimisticamente o futuro.
Dá que pensar....

Não dá?!?!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

terça-feira, 12 de maio de 2009

legalização de furos, poças,noras e charcas

estão certamente fora do sítio de quem produziu a legislação sobre o registo de poças, noras, charcas, furos, fossas etc Portugal vive mediaticamente em torno de Lisboa, Porto e respectivos bairros problemáticos e parques tecnológicos. Para lá disso existe um outro país sobre o qual se produz um discurso bondosamente insuportável sobre raízes e tradições. No mais esse país é verdadeiramente tratado por cima da burra pela administração pública. Por exemplo um português que pode nem sequer ter água canalizada passa a ter de subservientemente pedir autorização para poder consumir legalmente a água do furo/poço que teve de abrir ele ou os seus avós.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

A CAMINHO DO PENTA


Pelo quarto ano consecutivo o meu clube é Campeão.
O FC Porto vence porque tem melhor equipa.
Porque é gerido de uma forma profissional.
Porque a sua organização permite que seja um Campeão que fabrica campeões, tantas vezes improváveis antes de chegarem ao Dragão.
A diferença ganhadora do FC Porto também se distingue na desafinação dos seus adversários. Os clubes da 2ª Circular, generosamente ainda chamados ‘grandes’, há muito que jogam noutro campeonato. Moram num Mundo de quimeras onde a paisagem é feita de fantasia justicialista, temperada de amarguras ressabiadas e com uma confrangedora desarrumação estratégica. Sem rivais à altura, a Liga indígena já só serve para o Campeão treinar para a Champions.
Como tantos adeptos azuis-e-brancos, dou por mim a pensar se vale a pena continuar a enobrecer um futebol assim, flagelado por uma FPF e uma LPFP incapazes e hostis.
Talvez a futura Liga europeia nos traga desafios adequados – e permita aos demais fabularem no seu desporto favorito, alcunhado como ‘ó tempo volta para trás’…

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Vaselina

Numa farmácia, um estudante de Propaganda e Marketing faz perguntas aos clientes para uma pesquisa de mercado:
- Por favor minha senhora, estou a fazer uma pesquisa sobre o produto "Deslizafácil", para determinar os usos da vaselina no lar. A senhora poderia dizer-me que uso dá à vaselina em casa?

Sem se fazer de rogada, a mulher responde:
- Em casa, usamos a vaselina para a pele seca, assaduras e quando fazemos amor.
O estudante então pergunta:
- É a primeira vez que ouço a respeito do uso da vaselina para fazer amor, poderia dar-me mais detalhes ?

Mais uma vez, sem se abalar, a mulher responde:
- Eu coloco na maçaneta da porta do quarto.

- Na maçaneta da porta???
- É, as mãos escorregam e isso impede que as crianças entrem!!!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

PASSEIO TODO TERRENO TERRAS DE TAVARES


Depois de realizada a 2ª edição do Passeio Todo Terreno por Terras de Tavares, resta-nos fazer um balanço do que se passou.
A responsabilidade de organizar este passeio coube este ano à Casa do Povo de Chãs de Tavares.
Foram 56 viaturas num total de mais de 120 participantes que este ano disseram presente, e assim gozarem um dia de aventura e boa disposição além de “encherem” a vista com paisagens estupendas e de se deliciarem com os sabores gastronómicos das Terras de Tavares.

Logo de manhã os participantes depois do típico “mata bicho”, saíram para o fora de estrada quando eram 10,30 horas da manhã.

Depois de terem usufruído da paisagem que se avista do alto da serra da Torre seguiram em direcção a Pinheiro de Tavares pelo vale da ribeira da Canharda, para a seguir se deliciarem com uma piqueta oferecida pela Junta de S. João da Fresta, onde poderam apreciar o bom queijo da serra.

Estômago aconchegado e arrancou-se para mais uma etapa, com a subida á serra de Real e aí libertarem adrenalina pelas íngremes subidas e descidas do eucaliptal, para logo seguirem em direcção à espectacular passagem pelo leito da Ribeira de Ludares em Quintela de Azurara, ( para desempoeirar), e seguirem rumo à Quinta da Marianeta e acelerarem por estradão até ao sopé do monte do Bom Sucesso, e ser contornado pelo lado nascente com uma vista espectacular de cortar a respiração, e subir a tradicional e já famosa “picada” do lado sul do monte da Srª do Bom Sucesso, onde os aguardava uma pista de obstáculos e lama, que foi percorrida depois de retemperadas as forças com um magnifico e tradicional almoço servido no Monte. Aqui foi a zona espectáculo, para quem quis, pode assistir a verdadeiras proezas feitas por alguns participantes.

Sentimo-nos orgulhosos por mais um sucesso, que só foi possível com a colaboração dos patrocinadores, a quem agradecemos, assim como à Junta de S. João da Fresta pela magnifica piqueta, à Junta de Chãs de Tavares, à Câmara Municipal, aos Bombeiros Voluntários de Mangualde pela sua presença e colaboração, aos cozinheiros da feijoada (Carlos Constantino, Zé Manuel e Paulo), a todos que desinteressadamente quiseram ajudar a organização mas também e como não poderia deixar de ser agradecer a todos os participantes o meu e nosso muito bem haja.

Para o ano que vem haverá mais! Será no dia 1 de Maio

os organizadores
Sérgio Albuquerque
Jorge Lemos
António Martins